Por Luana Rodrigues

Conheça a história do Nike Cortez, o tênis da moda

TENDÊNCIA

O Nike Cortez se tornou uma peça-chave entre os looks de fashionistas e celebridades.

Da corrida tradicional ao fenômeno da moda, o apelo retrô do Nike Cortez, a entressola macia e os detalhes em zigue-zague funcionam década após década.

Nike Cortez foi o primeiro tênis de corrida da marca. Ele chegou ao mercado no início das Olimpíadas de Munique, no dia 26 de agosto de 1972, ou seja: há 52 anos.

Durante seu desenvolvimento, em 1968, a primeira opção de nome foi Mexico, em alusão às Olimpíadas que ocorriam naquele momento. No entanto, como já havia o Onitsuka Tiger Mexico 66, a ideia acabou sendo descartada.

A segunda opção de nome para o tênis foi Aztec. No entanto, a Adidas já tinha o Azteca Gold. Assim, a nomenclatura não foi aceita.

O nome Nike Cortez é uma homenagem a Hernán Cortés, que aniquilou o Império Asteca. O modelo de tênis logo ganhou fama. Mas nem foi por causa do nome e, sim, pela sua alta qualidade.

O segredo para o sucesso do Nike Cortez é a entressola mais dura no meio das duas espumas  macias, o que cria melhor absorção de impacto e mais estabilidade na corrida.

Nestes 52 anos, o tênis segue fazendo sucesso e agora brilha nos pés das fashionistas, celebridades e influenciadoras. O modelo custa R$ 699,99.

Leia também

Em um mês, importações de calçados da China aumentam 261%

Veja mais
Leia também

Rede prevê ultrapassar 200 lojas de calçados abertas no Brasil

Veja mais
Veja outros Web Stories