Grife agrega resíduos de milho à produção de tênis

18.01.2023 - Michel Pozzebon | Exclusivo

Foto: Vert/Divulgação
Como alternativa têxtil ecológica, material denominado CWL é aplicado no cabedal
A marca franco-brasileira Vert - que adota o nome Veja no exterior -, produz, há quase quatro anos, tênis com resíduos de milhos descartados. O material, denominado CWL, é empregado no cabedal de alguns modelos da grife como o V-12 (um dos mais vendidos), o V-10 e mais recentemente, o Urca.

Como alternativa têxtil ecológica, o CWL tem 50% da sua composição proporcionada por milhos descartados pela indústria alimentícia. Ou seja, em vez de ser depositado em aterros sanitários, o material de origem biológica é transformado em matéria-prima vegana.

O cabedal dos calçados é um laminado vegano, produzido com resinas vegetais à base de mamona e amido de milho, aplicados sobre uma lona de algodão orgânico. Os cadarços são desenvolvidos com algodão 100% orgânico, cultivado no Ceará. A sola é de borracha da Amazônia, comprada de seringueiros sob as regras do comércio justo. Palmilha de EVA expandido com borracha natural da Amazônia, revestida de algodão orgânico. Forro interno de algodão orgânico com poliéster reciclado de garrafas PET.

Antes de passar a ser distribuída no Brasil no ano de 2013, a marca que já era famosa na Europa com o nome Veja, tinha comercializado o equivalente a um milhão de pares de calçados pelo mundo.

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.

Seu email foi cadastrado com sucesso.