Pesquisadores brasileiros transformam casca de banana em tecido

17.06.2022 - Redação Jornal Exclusivo

Foto: Adobe Stock
Projeto surguiu com o objetivo de agregar valor ao resíduo agrícola da bananicultura
A indústria caminha para uma moda sustentável, versátil e moderna com a ajuda do desenvolvimento de pesquisas inovadoras que tem contribuído com a criação de tecidos a base de resíduos de produtos alimentares. Agora dá para imaginar uma roupa feita a partir da casca de banana? Sim, esse produto existe e foi criado por pesquisadores brasileiros do Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (Senai Cetiqt) em parceria com a empresa Musa Fiber.

Atualmente, são plantados no Brasil cerca de 500 mil hectares de banana e a colheita gera toneladas de resíduos. Isso porque as bananeiras precisam ser cortadas de forma estratégica, para que os frutos voltem a crescer. Esse processo gera um desperdício de cerca de 40% dos caules descartados. E o projeto surgiu com o objetivo de agregar valor a este resíduo agrícola da bananicultura.

Líder do projeto, o pesquisador do Senai Cetiqt, Ricardo Cecci, explica que o projeto surgiu após identificarem algumas formas de aplicação para a fibra do pseudocaule da bananeira, formado de fibras celulósicas de boas características morfológicas, permitindo projetar uma celulose com alta resistência mecânica.

“Desde o estabelecimento do conceito de sustentabilidade, na década de 1990, o termo vem sendo utilizado como estratégia na diferenciação de produtos pelos mais variados setores, tendência essa que também se reflete no setor têxtil. Ao propor o desenvolvimento de fibras, fios, tecidos a partir do resíduo agrícola da produção de banana, desenvolvendo mão de obra e agregando qualidade no processo, apresentando um produto diferenciado para a indústria”, ressalta Cecci.

Vantagens de usar a fibra da banana

Entre as vantagens competitivas estão a matéria-prima sustentável, o baixo custo e a alta disponibilidade. Além de ser biodegradável, a fibra de bananeira é considerada uma das mais fortes fibras naturais. Tem uma grande vantagem em termos de versatilidade: dependendo da parte do caule da bananeira a qual foi tirada, ela pode originar fios com maior ou menor espessura, variando também na maleabilidade e resistência.

O tecido feito da bananeira é tão forte e durável quanto qualquer tecido como cânhamo, bambu ou outras fibras naturais. Outra grande vantagem é na fase da produção, se comparar com o algodão, por exemplo, o tecido feito da bananeira requer muito menos água e agrotóxicos e não são geradas emissões de gases do efeito estufa para produzir a fibra individualmente, pois ela vem do reaproveitamento que seria resíduo agrícola.

“É uma fibra que temos disponível em abundância tanto no Brasil como no mundo. O tecido à base de banana gera impacto por ser um tecido sustentável, reciclável, renovável, com qualidade e preço competitivo. Ele vem para agregar uma nova possibilidade para a indústria, dando possibilidade das pessoas consumirem esse produto, e assim, diminuir o consumo de outros tecidos e materiais que causam maior impacto no meio ambiente como fibras derivadas de petróleo e algodão, por exemplo” ressalta o diretor da Musa Fiber, Leandro Alves.

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.

Seu email foi cadastrado com sucesso.