Zara não terá mais operação própria de lojas na Argentina e no Uruguai

21.07.2023 - Michel Pozzebon

A gigante espanhola do fast fashion Zara anunciou, nesta semana, que não terá mais operação própria de lojas na Argentina e no Uruguai. A empresa garantiu que a decisão não está relacionada às "dificuldades de importação na Argentina ou de transferências de divisas para o exterior". Os pontos de venda nos dois países passarão a ser gerenciados pelo grupo panamenho Regency – opera na América Latina franquias da Nike, Converse, Forever 21, Under Armour e Aéropostale.

A partir deste acordo, a Zara e a Zara Home, que chegaram à Argentina há 25 anos, seguirão presentes nos dois países por meio de um contrato de franquia administrado pela Regency. Com modelo de negócios baseado na importação de roupas, a Zara vinha encontrando dificuldades para operar em território argentino nos últimos anos.

A rede espanhola tem 11 lojas na Argentina e quatro no Uruguai. Além das operações, o grupo Regency mantérá o quadro de colaboradores de todos os pontos de venda, cerca de 1.014 empregos (696 na Argentina e 318 no Uruguai). Em ambos os países, os estabelecimentos são abastecidos com peças importadas e de fornecedores locais.

Foto: Divulgação.
Divulgação
Zara tem 11 lojas na Argentina e quatro no Uruguai

Em comunicado oficial, a Zara informou que seguirá oferendo na Argentina e no Uruguai "sua oferta de moda de qualidade" e reforçou o compromisso de manter o "excelente atendimento ao cliente".

O grupo Regency mantém acordos com a Inditex, dona da Zara, há 25 anos. A companhia panamenha opera franquias da rede espanhola na Colômbia, Peru, Equador e Panamá, e conta com cinco mil funcionários e 400 pontos de venda em 13 países da América Latina. O faturamento da companhia, que atua em outros setores como o imobiliário, ultrapassa US$ 300 milhões.

Matérias relacionadas

VíDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.

Seu email foi cadastrado com sucesso.