Fabricante de calçados aplica R$ 50 milhões em geração própria de energia limpa

14.02.2024 - Michel Pozzebon

No contexto de sua estratégia de crescimento sustentável, a fabricante de calçados Grendene (Farroupilha/RS) anunciou, no dia 8 de fevereiro, que está aplicando R$ 50,5 milhões em um projeto de geração própria de energia limpa — projeção da companhia é de que o volume gerado abasteça em torno de 90% de seu consumo. Em 2017, calçadista construiu a maior usina fotovoltaica de autoconsumo no País.

A Grendene assinou um acordo de parceria no segmento de autoprodução de energia solar com a Comerc (São Paulo/SP), uma plataforma de soluções renováveis em energia e descarbonização.

Em acordos desse tipo, o consumidor (no caso, a Grendene) detém uma participação acionária em uma usina e recebe a outorga para a produção de energia elétrica para o seu próprio uso.

Foto: Divulgação/Grendene.
Divulgação/Grendene
Volume de energia limpa gerado deve abastecer 90% do consumo da empresa

Acordo de 20 anos

O contrato de autoprodução tem duração de 20 anos, com vigência prevista até 31 de dezembro de 2043 e possibilidade de renovação. O acerto concede à Grendene a participação de 42% da geradora solar Várzea Solar ll, empresa da Comerc. A calçadista receberá 10 megawatts-médios (MW-méd) neste período.

"A companhia conclui um passo importante da sua estratégia de crescimento sustentável, buscando desenvolver projetos que criam valor para os acionistas", aponta o diretor de relações com investidores da Grendene, Alceu Demartini de Albuquerque.

Foto: Arquivo/GES.
Arquivo/GES
Alceu Albuquerque

Matérias relacionadas

VíDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.

Seu email foi cadastrado com sucesso.