Indústria gaúcha tem a maior queda em dois anos; setor coureiro-calçadista cresce

07.08.2023 - Redação Exclusivo

A atividade da indústria do Rio Grande do Sul fechou o primeiro semestre de 2023 com queda de 2,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), nesta segunda-feira, 7, este é o baixo patamar do indicador desde maio de 2021. Contudo, com crescimento de 1,7%, Couros e Calçados estiveram entre os cinco setores que registram alta na primeira metade do ano.

"O resultado consolida o fraco desempenho do setor industrial durante a primeira metade do ano. O cenário econômico pouco favorável, com a demanda interna insuficiente, os juros elevados e os altos níveis de incerteza com o futuro, impactou fortemente a atividade da indústria gaúcha”, explica o presidente da Fiergs, Gilberto Petry.

Todos os seis indicadores que compõem o IDI-RS caíram em junho na comparação dessazonalizada com o mês que o antecedeu: as compras industriais (-9,7%), a utilização da capacidade instalada (-1,6 ponto percentual), as horas trabalhadas na produção (-1,2%), o faturamento real (-0,4%), a massa salarial real (-0,2%) e o emprego (-0,1%).

Apesar do índice ter atingido o mais baixo patamar em dois anos, ele ainda está 5,1% acima do nível anterior ao da pandemia, em fevereiro de 2020.

(*) Com informações da Fiergs.

 

Matérias relacionadas

VíDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.

Seu email foi cadastrado com sucesso.