Índia na rota do setor calçadista brasileiro

13.02.2020 - Ruan Nascimento/Redação Jornal Exclusivo

País com 1,34 bilhão de habitantes, segundo dados de 2019, a Índia é um dos mercados-alvo da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB). Recentemente ambas as entidades estiveram no território indiano, seja com uma missão empresarial a convite do governo federal (caso da Assintecal), ou seja com a participação em feiras (caso do CICB).

De acordo com o setor de inteligência da Assintecal, a economia da Índia está em crescimento. Em 2018, o Produto Interno Bruto (PIB) local subiu 6,8%, e para os próximos anos, o Fundo Monetário Internacional (FMI) indica crescimento do PIB indiano, chegando a 7,4% em 2021.

Em janeiro, a Assintecal foi uma das entidades convidadas a acompanhar a agenda de ações promovidas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em Nova Delhi, a capital da Índia, durante visita do presidente Jair Bolsonaro ao País. Segundo a superintendente da Assintecal, Ilse Guimarães, o convite foi em busca de novas oportunidades de negócios entre Brasil e Índia. Na agenda, foram realizados eventos como o seminário India-Brazil Business Forum, realizado em parceria com o governo indiano, a Confederação da Indústria Indiana (CII), Câmaras Associadas de Comércio e Indústria da Índia (ASSOCHAM) e Federação das Câmaras de Comércio e Indústria da Índia (FICCI). "É sempre uma ótima oportunidade de negócios se aproximar de outros Países e atuar na promoção e aproximação entre empresários brasileiros e indianos", destaca.

Ilse lembra que a entidade, em Nova Delhi, pôde acompanhar a assinatura de um memorando entre a Apex-Brasil e a Invest India, buscando a promoção de negócios entre os dois países. "Um elo importante de aproximação respaldado pelo governo federal, e que nos dá a certeza de que estamos entre os setores mais produtivos e importantes para o País."

Exportações de couro acima dos 50%

O setor brasileiro de couros também tem crescido no mercado indiano. Segundo o CICB, as exportações em 2019 para aquele País cresceram 53,1% em volume e 21,4% em valores, na comparação com 2018. Neste ambiente favorável, dois curtumes do Brasil participaram da India International Leather Fair (IILF), em Chennai, entre os dias 1º e 3 de fevereiro. A participação foi através do projeto Brazilian Leather, de incentivo às exportações do couro, e mantido pelo CICB em parceria com a Apex-Brasil. "Nossa indústria tem investido emesforços neste mercado há alguns anos. Entendemos que ele tenha potencial de crescimento, por isso participamos de consecutivas edições da IILF, e promovemos missões comerciais, com visitas técnicas e de negócios entre exportadores brasileiros de couros e importadores indianos", comenta o presidente-executivo do CICB, José Fernando Bello, destacando que a Índia tem uma forte indústria de calçados, facilitando nas importações do couro.

Na IILF, os curtumes Partner (Estância Velha/RS) e JBS Couros (Montenegro/RS) foram os representantes brasileiros. Bello ressalta que os resultados foram bons, "que confirmam o potencial da Índia para a produção de calçados em couro para 2020 e os próximos anos, especialmente em tempos de mudanças sobre relações comerciais entre vários Países."

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.