Senai lança programa de análise de substâncias restritas

20.01.2020 - Redação Jornal Exclusivo

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Rio Grande do Sul, através do Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente, lançou o Programa de Proficiência em Substâncias Restritas (PPSR). A iniciativa tem como objetivo de proporcionar melhoria da competitividade da cadeia de calçados para a exportação. O propósito do programa busca promover e comprovar a conformidade dos materiais quanto aos limites de substâncias restritas da legislação e de normas nacionais e internacionais, e tem o apoio da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB).

O PPSR produzirá dados e informações para a qualificação dos fornecedores de toda a cadeia produtiva. Através dele, também será viabilizado o processo de análise dos insumos utilizados pela indústria calçadista com custos reduzidos. "O programa surgiu para auxiliar as empresas, já que as exigências são cada vez maiores dos mercados nacional e internacional de controle de substâncias restritas na comercialização de produtos", explica a gerente do Instituto Senai do Couro e Meio Ambiente, Darlene Rodrigues. Ela complementa que a iniciativa dá segurança à indústria na conformidade para seus produtos, através do uso de insumos com qualidade atestada.

Materiais analisados

As coletas feitas pelo PPSR são para dez grupos de materiais: couros, laminados sintéticos, têxteis, materiais celulósicos, materiais poliméricos, componentes metálicos, aviamentos, produtos químicos, embalagens e adornos. Os ensaios de pesquisa serão feitos em laboratório com Sistema de Gestão da Qualidade ISO/IEC 17.025, acreditado pelo CGCRE do Inmetro desde 1987, o primeiro em análise de Substâncias Restritas em componentes para calçados.

As empresas participantes do PPSR receberão um programa completo de desempenho do setor, que apresenta análise estatística e comparação dos resultados analíticos de cada material, de acordo com os limites tanto da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), quanto do Reach – padrão europeu de uso de substâncias químicas.

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.