De olho no novo consumidor, Francal e Ablac anunciam parceria histórica estratégica

08.08.2019 - Marcela Brown / Jornal Exclusivo, de São Paulo/SP

Foto: David Mazzo/Divulgação
Evento ocorreu em São Paulo
Um verdadeiro marco que abre uma fase inédita do calendário do setor coureiro-calçadista na cena nacional foi divulgado nesta quarta-feira, 7 de agosto, durante almoço no Restaurante Figueira Rubaiyat, em São Paulo/SP, e recebido como uma promessa para dar um novo ânimo ao cluster em 2020. A direção executiva da Associação Brasileira dos Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac), ao lado dos dirigentes da Francal Feiras, anunciaram, em primeira mão – a empresários da indústria calçadista e diretores de entidades do setor, como Abicalçados, Assintecal, Abrecal e CICB, bem como ao Jornal Exclusivo –, uma sociedade que culminará com ações estratégicas para alavancar o desenvolvimento do varejo calçadista, por meio de novas oportunidades de negócios e novas dinâmicas de entrega de conteúdo ao público qualificado da Francal.

A novidade tem nome e sobrenome: Francal 52 Ablac Show. Um projeto que, para além das ações que prometem efervescer os três dias da 52ª Francal, programada para junho de 2020, lança um produto focado em negócios que abrem alas para mais um período de compras e aquisição de conhecimento: trata-se do Salão de Alto Verão. A iniciativa, prevista para ocorrer na segunda quinzena de agosto de 2020, contempla o lojista com workshops especializados, top speakers de renome e outros atrativos para agregar informações de alta relevância. Além disso, a proposta do evento é capacitar e profissionalizar cada vez mais o setor, que possui necessidades urgentes de se reinventar e focar cada vez mais naquele que move toda a cadeia calçadista: o consumidor.

“Nós temos mais de 1,8 mil associados, as 40 principais redes estão presentes na nossa associação, 52% do faturamento de calçados no Brasil é representado pela Ablac, além de mais de 14 mil PDVs e 35% das lojas. Então é um número muito expressivo, a associação ganhou capilaridade e, acima de tudo, foi provocada por demanda dos associados”, expõe Marcone Tavares, presidente da Ablac, acrescentando que a unificação da cadeia sempre foi um sonho, para que pudesse criar novas soluções e gerar conteúdo, uma diligência incontestável do mercado. “O lançamento do Francal Ablac Show é um marco do nosso setor e a gente viu o entusiasmo das pessoas que assistiram à apresentação e vê que é uma mudança de rumo e novas perspectivas que se abrem. Estamos animados, os fornecedores estão animados e eu não tenho dúvida de que a gente vai colher bons frutos dessa iniciativa”, conclui.

Parceria estratégica

Para Fernando Ruas, diretor de negócios da Francal Feiras, a parceria da Francal com a Ablac é um novo movimento, é muito mais do que dizer que a Francal e a Ablac estão se unindo para fazer uma feira: “A gente está com uma proposta para o mercado de fazer um movimento que ocupe o calendário de 2020 inteiro com várias iniciativas e ações.”

Formação de conselho

De acordo com a explanação de Ruas, a primeira proposta é a formação de um conselho permanente da cadeia do calçado com foco no consumidor. “Seriam reuniões bimestrais, que não vão existir para tratar do ambiente externo ou do cenário político. A proposta é discutir como olhar para esse consumidor, quais são as ferramentas que hoje o mercado disponibiliza para gente em termos de leitura do comportamento do consumidor”, pontua. Outra ação na pauta de 2020 seria a Missão Ablac, uma missão personalizada para o setor calçadista com o acompanhamento da Fundação Getúlio Vargas.

Francal Ablac Show 2020

Além disso, a Francal 2020, agora Francal Ablac Show 2020, apresentará uma rodada de negócios no modelo americano, organizada com uma lista de compradores fechados, com um sistema de netmarketing inteligente. “A gente vai cruzar 40 compradores com 30 indústrias. Serão três dias de eventos, sendo um deles o day off para visita na fábrica. A ideia é aproximar lojista ou redes de lojistas que não conseguem comparecer a feiras em São Paulo ou lá no Sul, por exemplo, ou não conseguem visitar o polo. Serão duas praças regionais, estamos vendo o calendário de coleções e temos o compromisso de no dia 20 de agosto deste ano, lançar todas as ações da Francal", complementa o dirigente. O 100% Varejo, sucesso na edição 51 da Francal, também será endossado nas novas estratégias da parceria da Francal com a Ablac, sendo levado, através de outras parcerias com mais entidades, para outras feiras regionais.

Salão Alto Verão 2020

A grande novidade reside, no entanto, na estreia do Francal Ablac Show - Salão de Alto-Verão 2020, por se tratar de um novo produto no calendário calçadista, provocando novos estímulos de vendas das coleções. A realização de um novo evento na segunda quinzena de agosto de 2020 pretende impulsionar as vendas nas lojas no fim de ano até os primeiros meses de 2021, período em que tradicionalmente os consumidores procuram por novidades e os negócios aumentam nos pontos de vendas. Junto ao novo layout, haverá uma estratégia de fazer um workshop com conteúdo altamente relavante e top spekears de alto nível. "Durante a Francal 2019, muita gente da indústria nos procurou na administração e decidimos lançar um evento de alto-verão que vai acontecer em Agosto de 2020, na segunda quinzena de Agosto, depois do Dia dos Pais. Será um salão de negócios. Nossa ideia é que seja um novo produto, é gerar um novo momento de compra para esse mercado, uma nova oportunidade de negócio: o mercado já está dizendo pra gente que esta oportunidade existe. Estamos sendo bem racionais no projeto para fazer uma venda com a abertura de um novo calendário, de alto-verão", detalha Ruas.

Para Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal Feiras, a parceria com a Ablac é um símbolo de união do setor. “Todos os players estarão presentes para discutir e trabalhar juntos para que o fornecedor de matéria-prima venda mais, para que o fabricante de calçados venda mais, para que o lojista de calçados compre mais sapatos e venda mais sapatos. Essa é a função principal desta parceria que a Francal está fazendo com a Ablac”, salienta, enfatizando que o objetivo centrar é gerar cada vez mais negócios à indústria calçadista, que deu origem à Francal. Já Daniel Noschang, gerente regional Sul da Francal Feiras, observa que este é um reposicionamento que o mercado buscou e que se propõe através da Ablac, em unir todas as entidades, de todo o setor do calçado, de entender os movimentos, principalmente do consumidor. “Assim, a feira passa a ser não só uma geradora de pedidos, mas também uma geradora de negócios”, sintetiza o gestor.

O que dizem as entidades

“Já havia acompanhado na Francal deste ano uma mudança significativa na feira, com esta tendência de apoiar cada vez mais o varejo. E esta iniciativa de hoje mostra claramente isso, então vejo com ótimos olhos. É uma maneira de sacudir o mercado, de forma estratégica. Vejo com muita satisfação essa união da Ablac com a Francal, e não tenho dúvidas que os frutos serão grandes, oportunos, e todos nós saberemos saboreá-los.” Caetano Bianco Neto – presidente do conselho deliberativo da Abicalçados – Associação Brasileira das Indústrias de Calçados

“O negócio amplia a sua condição de ser uma amplitude de informação para o mercado e que, sim, vai gerar negócios. É uma nova fase da Francal. Esperamos que o mercado tenha uma participação neste processo. A proposta da Ablac com a Francal foi sempre neste sentido, de fazer uma participação coletiva no calçado." Marcelo Nicolau – vice-presidente institucional da Assintecal – Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos

“A parceria é o sonho do setor de componentes, um projeto que integra toda a cadeia. O nosso setor, representado pelos associados da Assintecal, tem uma dificuldade enorme de enxergar na ponta do varejo qual modelo está saindo mais, que cor está saindo mais e que artigo está saindo mais, para que a gente possa ter mais previsibilidade de matérias-primas.” José Fernando Bello – presidente do CICB – Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil

O que dizem os empresários da indústria

“Essa iniciativa vem num bom momento para unir toda a cadeia produtora, desde o couro, o calçado e varejo. O setor precisa de força e união para impulsionar os negócios novamente, trazer rentabilidade e gerar emprego para todas as empresas. Acredito que as ideias trazidas são excelentes e nós estamos estimulados porque o setor de couro espera revigorar com o setor de artefatos, e nesse conjunto todo podemos ter certeza de que teremos grandes novidades.” Gustavo Ranft - gerente comercial da Pegada

“Acredito que foi uma iniciativa muito válida e necessária para o setor como um todo e vai ajudar a profissionalizar lojistas e fabricantes, unir a cadeia do setor e esperamos novidades, e estar presentes, participando destas feiras e a par de tudo o que for novo para o setor calçadista. O varejo como um todo tem que se profissionalizar.” Carlos Alberto Mestriner – proprietário da Calçados Klin

“Nós precisamos repensar o setor em todos os sentidos. Assim como nós fazemos com o nosso lojista, com o nosso varejo, para que consiga entender esse novo consumidor que existe no Brasil. Eu vejo a associação dos representantes, eu vejo a associação das indústrias e, principalmente, os parceiros de feiras, como a Francal, participantes deste movimento. É um movimento preocupado em fazer com que os agentes se adaptem e se ajustem a uma nova realidade que tem no Brasil.” Oscar Constantino – proprietário da Oscar Calçados, rede de lojas de São José dos Campos/SP

“A ideia com o encontro da cadeia produtiva é fundamental. Este esforço entre o varejo, a indústria, as feiras, que o setor fique consolidado. Atitudes como esta estão se proliferando no Brasil como um todo, e isso é muito bom. E não é só no setor calçadista. É muito lindo unir com o setor político, com os empresários. Vai ao encontro com os anseios dos empresários essa união. Vai ser muito bom para o setor como um todo. Saio feliz deste encontro e espero que os nossos objetivos sejam alcançados.” Vânia Castilho Mestriner – diretora da World Calçados

“Estamos confiantes, com mais esperança e conhecimento dentro do que cada um está pensando a respeito. As coisas que estão vindo por aí, tanto da Ablac quanto da Fracal são interessantes. A gente está saindo mais confortável, aliviado por estar falando com as pessoas, e ter um feedback mais positivo do que vai ser esse segundo semestre. Isso vai dar uma alegria, conforto. Eu acho que só assim a gente via conseguir encarar tudo isso com mais conhecimento, quem é esse consumidor, tanto a cadeia de empresa quanto de lojista.” Rafael Gouveia – Diretor Superintendente na Vulcabras Azaleia

 

 

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.