Programa Origem Sustentável entra em nova fase para adesões e treinamentos

04.07.2019 - Redação Jornal Exclusivo

Foto: Divulgação
15 empresas estão se adaptando para serem certificadas conforme os novos moldes
O Programa Origem Sustentável passa por mudanças. A partir deste mês, as empresas que fazem adesão ao programa recebem treinamentos para entender cada passo da implementação da certificação de sustentabilidade. Foi extinto o nível Branco da certificação, que não necessitava de auditoria, e agora, as empresas interessadas serão auditadas pela SGS, ABNT, Bureau Veritas ou SENAI.

Criado em 2013, o Origem Sustentável é uma realização da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couros, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), com gestão do Instituto By Brasil (IBB).

O presidente do IBB, Evandro Wolfart, aponta que 15 empresas de calçados e componentes passam neste momento pelo processo para a certificação no novo formato, através de indicadores nas dimensões econômica, ambiental, cultural e social, e também da gestão da sustentabilidade. "As mesmas já participaram do primeiro treinamento com instrução de como aplicar os indicadores nos seus processos produtivos. Para o mês de julho existe uma agenda de novos treinamentos", explica.

Vantagens do Origem Sustentável

Wolfart lembra que o Programa Origem Sustentável oportuniza para as empresas do setor coureiro-calçadista possam contar ao mercado sobre a importância da sustentabilidade em seus processos produtivos, através de uma ferramenta com alta credibilidade e padrão internacional. "Acredito que as empresas que não optarem por estas certificações acabarão, em médio prazo, perdendo espaço no mercado", acrescenta.

A superintendente da Assintecal, Ilse Guimarães, destaca que a certificação prioriza as boas práticas ambientais. "Estamos falando de bases sólidas nos aspectos culturais e organizacionais, o que gera redução de impacto em todas as esferas sociais: colaboradores, empresa, população e meio ambiente". Já o diretor-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, lembra que o Origem Sustentável auxilia as empresas para realizar e adaptar seus processos produtivos para se tornarem totalmente sustentáveis. "O programa, além de certificar, indica caminhos para as empresas adotarem sistemas sustentáveis de produção", avalia.

Entre as empresas que já têm a certificação, os benefícios são notórios. Caso da Piccadilly
Company (Igrejinha/RS), que conta com o selo Ouro do Programa Origem Sustentável. A companhia tem um reaproveitamento médio de 20% nas aparas de sintéticos geradas pelo processo produtivo. O reaproveitamento reduziu o envio para coprocessamento de 5.000 kg de sintéticos por ano, permitindo a calçadista a ter resultados econômicos favoráveis.

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.