Maio registra inflação de 1,43% de produtos na saída das fábricas

04.07.2019 - Redação Jornal Exclusivo

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), medidor da variação dos preços dos produtos ao sair das fábricas, registrou alta de 1,43% em maio deste ano. A taxa supera o 1,22% registrado em abril. Em comparação com maio de 2018, este número ficou abaixo do registrado na época, 2,55%.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 3 de julho. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPP acumula taxas de inflação de 3,99% em 2019, e de 7,36% nos últimos 12 meses.

Das 24 atividades industriais pesquisadas pelo IBGE, 18 delas tiveram elevação de seus produtos em maio. A inflação do mês foi mais puxada pelos setores de alimentos (1,75%), refino de petróleo e produtos de álcool (3,28%), indústrias extrativas (6,5%) e de outros produtos químicos (1,27). Dos seis ramos que obtiveram queda nos preços, o maior destaque vai para o setor de couros, com queda de 2,22%.

Considerando as quatro grandes categorias econômicas, a maior taxa de inflação foi vista
nos bens intermediários, ou seja, nos insumos industrializados usados no setor produtivo
(1,81%). As demais tarifas foram nos bens de capital (máquinas e equipamentos utilizados no setor produtivo), de 1,27%, bens de consumo semi e não duráveis, de 1,08%, e bens de consumo duráveis, de 0,14%. (com informações da Agência Brasil)

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.