Exclusividade com personalização conquista cada vez mais os consumidores

30.01.2019 - Simone Rocha / Especial

Foto: Geisa Alves Sanches/Acervo pessoal
Se a cada nova coleção os designers apresentam novidades, há também uma linha orientadora para produtos interativos
Tendência é o que impulsiona as cabeças pensantes da indústria da moda, que estão sempre à frente do tempo atual. Se a cada nova coleção os designers apresentam novidades nas passarelas e nas prateleiras, há também uma linha orientadora para produtos interativos, que atendam à geração atual, que busca o diferente e o exclusivo. Como se estivesse diante de uma tela em branco, a indústria de calçados vem transformando a maneira de calçar os pés da maneira mais singular possível, com itens personalizados, ou, ainda, customizados.

O mais recente estudo divulgado pela Technavio, especializada em pesquisa de consumo e varejo e consultoria de tecnologia, com sede em Londres, apresentou uma análise das tendências mais importantes no mercado de calçados esportivos nos Estados Unidos, que devem impactar as perspectivas de mercado até 2020. O relatório demonstrou que as três principais tendências emergentes são o uso crescente de produtos ecológicos, as inovações em tecnologia exclusiva e a preferência crescente do consumidor por produtos premium e personalizados.

No Brasil, apesar de alguns cases de personalização, essa tendência deve ter maior escala dentro de cinco a dez anos, conforme estima Meline Moumdjian, que coordena o curso de pós-graduação de design de calçados e bolsas One Year Shoes & Bags, na tradicional escola italiana de moda, o Instituto Europeo di Design (IED), em São Paulo. Para ela, a indústria 4.0, que se caracteriza por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico, ainda levará um tempo para ser aplicada nas empresas nacionais, que necessitam, ainda, recuperar o mercado perdido, principalmente, durante a crise dos últimos três anos, além de superar a defasagem tecnológica, outra consequência da recessão.

****

Meline possui o DNA da área de calçados em suas veias, em decorrência dos negócios da família, por intermédio de seu pai, industrial calçadista e sua tia, estilista de calçados e acessórios. Depois de vivenciar a experiência de ter sua própria marca, ela passou a oferecer consultoria ao mercado e entre suas propostas, está a abordagem de que o design é uma indispensável ferramenta para diferenciação no mercado.

É essa diferenciação que tem colocado algumas marcas como expoente em sua área, ao trabalharem com itens exclusivos. “Temos exemplos no Brasil de empresas que se dedicam à personalização e customização, com interesses segmentados, que atendem às exigências do consumidor”, indica Meline, que reconhece que não é muito simples seguir essa linha, já que o design muitas vezes esbarra na questão comercial. “Mas o mundo do profissional designer é encarar os desafios e encontrar soluções”, ressalta Meline.

Entre os exemplos brasileiros que ela aponta está a Festività (Sete Lagoas/MG), que trabalha com produtos personalizados em couro, que podem receber as iniciais do cliente, como bolsas, mochilas, necessaire, carteiras, lixeirinhas para carros. Outro case é o de uma das marcas nacionais que fazem os pés de milhões de pessoas nos cinco continentes: a Havaianas (São Paulo/SP). A marca de chinelos oferece em sua loja conceito na Oscar Freire, um dos pontos mais valorizados da capital paulista, a possibilidade de o cliente personalizar seu item com cristais Swarovski ou com as iniciais de seu nome, por exemplo.

Co-criação e renovação com o uso de acessórios fideliza clientes da Ciao Mao

Foto: Divulgação
Linha Origami - uma única base pode ser transformada em diferentes modelos apenas mudando os acessórios
Sandálias, sapatilhas, sapatos, tudo pode ser montado ao gosto do cliente. Isso era o que a designer Priscila Callegari projetava como o que seria o calçado ideal. A ideia era dar adeus à padronização. Assim nasceu a Ciao Mao (São Paulo/SP), em 2006, com uma proposta de ter o cliente como um co-criador de suas criações.

No ano seguinte, a empresária já estava com sua primeira loja de sapatos, cujos itens têm, em sua grande maioria, a possibilidade de serem transformados apenas com o uso de diferentes acessórios, como fitas, lenços e elásticos. “A proposta sempre foi oferecer ao consumidor um sapato de ótima qualidade e durabilidade, mas que se sujeitasse às mudanças de estilo e até espírito do dia. O mesmo calçado não pode atender a todas as necessidades que temos”, destaca Priscila.

Aos 11 anos, a Ciao Mao tem o carimbo de ser uma marca premiada, no Brasil e no exterior. Um dos best-sellers de suas linhas é o Origami, que possui dez anos, mas sempre surge com alguma melhoria, com alterações principalmente tecnológicas, por exemplo. “Não penso em coleção, mas nas necessidades do consumidor e nas funções necessárias para o sapato. Por isso alguns modelos têm edições limitadas e numeradas, com, no máximo, 50 pares”, ressalta a empresária.

A marca tem um trabalho forte em curadoria de acessórios. Durante a compra na loja conceito no bairro Pinheiros, em São Paulo, a escolha fica a critério do cliente. Nas vendas pelo e-commerce, é oferecido um kit com três itens para compor cada modelo. Não raro o cliente volta a procurar a marca para renovar seus acessórios. “Nosso produto é de ótima qualidade e durabilidade, por isso, uma atualização nos acessórios permite ter um novo modelo, com a mesma base”, diz Priscila.

Tênis personalizados fazem a cabeça do consumidor

A pesquisa da Technavio indicou que a maioria dos fabricantes de calçados esportivos atualmente se concentra em customização, que eleva a fidelidade e o engajamento dos clientes. Cerca de 25% do calçado comprado on-line nos Estados Unidos é personalizado, agregando US$ 2 bilhões em todas as vendas customizadas. São telas em branco a serem exploradas.

Reebok, Nike, Adidas, Converse e Vans são algumas marcas que oferecem ferramentas on-line para personalizar seu tênis, desde cor, textura e até a inserção do nome do cliente, como no caso da NikeID.

Quem anda mexendo com a imaginação dos fãs de exclusividade e tecnologia é a startup americana Shiftwear, que fez uma campanha de crowdfunding em 2015 e arrecadou mais de 1 milhão de dólares para desenvolver um tênis que possibilita ao usuário uma interatividade instantânea e mutável, comandada por um aplicativo no smartphone do consumidor.

O tênis possui uma tela digital personalizável e pelo celular o cliente pode alterar os padrões de seu tênis, com qualquer imagem ou vídeo.

O conceito do Shiftwear tem sido muito falado, mas o tênis ainda não está nas ruas. A empresa está buscando investidores para produzir em série o calçado, já que a tecnologia usada ainda é muito cara.

Usthemp conquista mercado com estamparia exclusiva e personalizada

Foto: Divulgação
Fabiano Bladt realiza seu sonho de atender o consumidor final
Aliando dois mercados em expansão, o de personalização e o pet, a Usthemp (Lajeado/RS) vem conquistando prêmios e espaço no mercado da moda coureiro-calçadista. A base da empresa são os calçados, 17 modelos customizáveis, mas há um ano disponibiliza também mochilas e pochetes para personalização.

O diretor da empresa, Fabiano Bladt, possui uma agência de branding e desenvolvimento de embalagens e a oportunidade do novo negócio surgiu dentro do escritório, inspirado em um modelo de negócios criado para um cliente. O publicitário levou seu sonho antigo de atender o consumidor final, e em 2011 quando criou a Usthemp, montando uma fábrica de calçados, que hoje emprega 15 pessoas.

O perfil preponderante da clientela da Usthemp é de mulheres, de todo o país, mas principalmente São Paulo, seguido pelas clientes gaúchas, que priorizam estampas de seus próprios pets.

A equipe de criação desenvolve a estampa, a partir de até três fotos enviadas pelo cliente. É enviado um simulado da arte aplicada no calçado escolhido e após aprovação, segue para produção e posterior entrega ao endereço do comprador.

A empresa já recebeu inúmeros prêmios, como o de reconhecimento pelo projeto Clã Usthemp, que identifica os pets mais famosos do país, com perfis em redes sociais, que se tornam embaixadores da marca. A empresa trabalha com seus tutores a possibilidade de comercializar os produtos com a estampa de seu animalzinho, oferecendo a cada venda um melhor posicionamento no Clã e remuneração a cada compra efetivada.

O mercado pet é grande, mas empresa possui também uma linha de arte produzidas por artistas parceiros, que também são remunerados por royalties.

Sucesso na rede

Uma advertência aos desavisados: quem visita o Instagram da Usthemp corre o sério risco de ficar apaixonado. Mesmo os corações mais brutalizados são conquistados pelas fotografias de cães e gatos, principalmente, ostentando suas imagens em calçados ou acessórios.

Além de seu serviço de personalização, a Usthemp também mantém um trabalho social. A cada item adquirido, é doado meio quilo de ração a organizações que atuam com proteção animal. Em caso de um animal sem raça definida, a doação dobra para um quilo.

As organizações sociais também são contempladas com repasse de 10% se participarem da comercialização dos produtos, assim como os embaixadores da marca.

VÍDEO

+ VEJA MAIS

AGENDA

+ VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do Exclusivo.