Logo Exclusivo
Compartilhe:
NEGÓCIOS
17/07/2017 - Redação Jornal Exclusivo
Menu

Feira Brasileira do Varejo tem recorde de público

Novidades em tecnologia, oportunidades de negócios e o futuro do segmento foram a tônica da 5ª Feira Brasileira do Varejo (FBV), realizada no Centro de Eventos do BarraShoppingSul, em Porto Alegre/RS, entre os dias 12 e 14 de julho. De maneira geral, os participantes dos painéis que fizeram parte da programação mostraram-se otimistas com relação do futuro, projetando para o próximo ano a retomada das vendas, situação que reflete inclusive no PIB brasileiro, que registrou queda em abril, motivada pelos resultados nas lojas. Com 60 expositores, soluções em tecnologia, gestão, segurança, marketing, entre outros serviços e produtos, estiveram em foco, atraindo um público recorde, de mais de 6 mil participantes, nos dois primeiros dias da mostra. Esta marca supera o número de pessoas que circularam durante todo o período da edição de 2016. “Trabalhamos para melhorar e crescer a cada ano, sempre em busca de superação e os resultados mostram que estamos no caminho certo”, afirma o presidente da FBV, Ronaldo Sielichow.

Em paralelo, ocorreu o Congresso Brasileiro do Varejo, com a participação de especialistas de renome nacional e internacional em áreas como franquias, inovação, empreendedorismo, economia e marketing digital. Entre eles, nomes do setor calçadista, como Sérgio Bocayuva, CEO da Usaflex (Igrejinha/RS); Marcos Vinicius Ravazzolli, diretor executivo da Paquetá Calçados (Sapiranga/RS); e representantes de entidades relacionadas, como o presidente da Associação Brasileira de Franchising, Altino Cristofoletti.

Varejo Experience

Atração do primeiro dia da feira, o Varejo Experience levou cerca de 40 lojistas de 15 segmentos para uma visita guiada a lojas que são cases de sucesso no BarraShoppingSul. Os visitantes puderam conferir desde tecnologias que alavancaram as vendas e a experiência ao cliente, como no case da Paquetá, até diferentes modelos de negócio que entendem os colaboradores como força essencial para o sucesso da empresa ou que se baseiam no modelo de cooperativa para conquistar relevante vantagem competitiva, conforme faz a RedLar.

Para Fabiano Zortéa, do Sebrae/RS, que guiou a visita, o comércio precisa entender as mudanças do cenário de consumo. “Para conseguir inovar e se destacar é necessário romper essa barreira que ocorre no Brasil que considera o erro como algo negativo, já que só assim se consegue testar coisas novas e surpreender, como várias dessas lojas visitadas vem fazendo”, diz.