Logo Exclusivo
Compartilhe:
INICIATIVA
20/03/2017 - Bárbara Bengua / Jornal Exclusivo
Menu

Programa federal potencializa a produtividade industrial

Uma ideia simples e acessível, com foco em aumentar a produtividade das indústrias brasileiras. Esse é o objetivo do Programa Brasil Mais Produtivo. A iniciativa é do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os quatro setores prioritários são Vestuário e Calçados, Metalmecânico, Moveleiro e Alimentos e Bebidas.

A metodologia utilizada é a Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), baseada na redução dos desperdícios mais comuns no processo produtivo: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos. As intervenções são de baixo custo e o programa usa a estrutura física, tecnológica e humana da própria indústria, incentivando o engajamento dos funcionários na busca da melhoria contínua. “Este projeto busca, de forma simples, maneiras de tentar melhorar a realidade das empresas”, avalia a diretora do Instituto Senai de Tecnologia em Calçado e Logística, com sede em Novo Hamburgo/RS, Arlete Accurso. A unidade atende companhias que estão no Arranjo Produtivo Local (APL) do setor calçadista e metalmecânico.

Foto: Fotolia.com Entre os setores prioritários estão vestuário e calçados
Entre os setores prioritários estão vestuário e calçados

As atividades de consultoria duram três meses – 120 horas, sendo 100h na empresa e 20h internas. O investimento para os interessados é de R$ 18 mil. Desse valor, R$ 15 mil são subsidiados pelo Programa Brasil Mais Produtivo, e o restante pode ser pago mediante parcelamento ou com o Cartão BNDES.

Estão aptas a participar empresas de pequeno e médio porte, que tenham entre 11 e 200 colaboradores. “O processo de inscrição é muito fácil e queremos incentivar os empresários a participar, pois é uma iniciativa que traz um rápido retorno no aumento da produtividade”, sintetiza Arlete. As inscrições podem ser feitas pelo site www.brasilmaisprodutivo.gov.br.

Máquinas Erps tem melhoras efetivas

Em agosto de 2016, a Máquinas Erps (Novo Hamburgo/RS) ingressou no Programa Brasil Mais Produtivo, visando identificar perdas produtivas e alternativas para saná-las. “Decidimos participar, pois tínhamos convicção de que a iniciativa iria nos beneficiar através da identificação de desperdícios, capacitação dos nossos profissionais e mudança de algumas atitudes dentro de nossa organização, envolvendo todo nosso quadro funcional”, pontua a diretora de Recursos Humanos da empresa, Daiane Schmidt.

Ao longo dos três meses de consultoria, a companhia percebeu, de fato, que houve transformações significativas. “De uma geral, verificamos uma mudança de cultura e visão da maioria dos membros de nossa equipe, compreendendo a importância e realmente buscando soluções efetivas para a melhoria das tarefas e atividades”, afirma, acrescentando que, assim, foi possível encontrar formas de dar continuidade à iniciativa. Além disso, Daiane também destaca ações específicas que já melhoraram a produtividade da empresa. “Sem dúvida, é de suma importância a participação nos programas de capacitação e de melhorias”, destaca.